quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

PAPOABERTO

Aqui retrataremos sobre vários assuntos sempre de maneira objetiva e direta, e vocês podem deixar sugestões. 
PORQUE MAIO – MÊS DAS NOIVAS
Até pouco tempo atrás, o sonho da maioria das meninas era o próprio casamento, idealizar como seria a cerimônia, a festa, a lua-de-mel e, o principal, como seria o seu príncipe encantado. Quando se fala em casamento o que vem à tona é a imagem de um evento cheio de requinte e sofisticação, onde duas pessoas se unem e comemoram junto aos seus entes queridos a união. Apesar de toda modernidade do mundo atual, o casamento ainda conserva a maioria de suas tradições, entre elas o vestido branco da noiva, o buquê de flores, a festa com suas danças tradicionais e a lua-de-mel. A maioria das mulheres considera o dia do casamento o “dia mais feliz de suas vidas” e planejam com riqueza de detalhes o tão sonhado dia.
Para muitas mulheres o casamento é o dia mais feliz de suas vidas.
Muitas cerimônias de casamento são realizadas no mês de maio, esse mês foi instituído por influência da Igreja Católica, pelo fato de Maio ser o mês da consagração de Maria, mãe de Jesus Cristo, e também pelo dia das mães ser comemorado no mesmo mês. Segundo o Padre Francisco Greco, da Igreja São Jorge Mártir, “Como maio é Mês de Maria e das Mães, a noiva teoricamente é aquela que deseja ser mãe, por isso que talvez tenha nascido essa relação”.
Não consta nenhuma passagem bíblica citando o mês das noivas. A cerimônia tradicional do casamento se firmou entre os anos de 1534 e 1539, e a partir dessa data tornou-se um ato público, onde inúmeras pessoas eram convidadas para a celebração, contando com a presença de um representante da igreja para presidir a cerimônia. No Brasil aproximadamente 800 mil pessoas se casam por ano. O mês de maio, em número de casamentos, fica atrás somente de setembro e dezembro.


Um comentário:

  1. Aconteceu anteontem, 31/08/2008 uma linda romaria nacional catequética a cidade de Aparecida em direção a Basílica Nacional de Nossa Senhora de Conceição Aparecida. O interior da igreja ficou lotada durante a missa catequética deste segundo ano catequético em 54 anos de existência da catequese no Brasil. O primeiro ocorrera à 50 anos. Esteve presente arcebispos, bispos, padres, diáconos, e milhares de leigos dedicados a catequese. O Bispo dom Beni se fez presente. Após a missa um lindo espetáculo na Tribuna foi apresentado em forma de música, teatro, dança, expressão os milhares de catequistas que compareceram. A diocese de Lorena se fez presente com dezenas de catequistas da formação para Primeira Eucaristia e Crisma. Lá foi ressaltado, assim como nas diveras comunidades Brasil afora que a catequese inicia-se na família, a importância da intimidade com a Palavra e a vivência desta assim como uma aproximação maior com a Eucaristia. Abraços, prof. Milet.

    ResponderExcluir